Nihon No Sekai – O Ano Novo Japonês

Aew Galera. Nada melhor pra começar o ano de uma coluna de cultura japonesa falando do Oshogatsu (Ano Novo) na terra do sol nascente, não é verdade?

No Japão, o Oshogatsu é o feriado mais importante,  pois é tempo de purificação e renovação devido a cultura budista e xintoísta, e esta época é marcada com 4 dias de feriado mas com um mês de preparação e muitas tradições, rituais, “manias” e etc.

Tudo começa já no inicio de dezembro quando muitas famílias começam a fazer a faxina de inicio de ano, não deixando nenhuma sujeira nem compromisso pendente, isso serve não só pra limpar a casa, mas é simbolicamente uma faxina espiritual, para que se livrem de tudo o que lhes foi de mal e negativo no ano que passou e trazer uma energia renovada para o ano vindouro. Esse evento é nomeado de oosouji (大掃), até nas empresas também convocam seus funcionários para arrumar o escritório, e os vizinhos ajudam na limpeza do bairro. Depois da limpeza, eles decoram a casa para receber os bons espíritos e afastar os maus. Na entrada é colocado um par de kadomatsu, um arranjo de ramos de pinheiro e bambu que traz boa sorte.

heisoku

Também é confeccionado o heisoku, uma dobradura sem corte confeccionada em papel japonês (washi). Ele deve ser feito pelo chefe da casa ou, na falta desse, pelo primo­gênito. As mulheres não podem fazê-lo, pois isso poderia gerar ciúmes na deusa Amaterasu, a quem é dedicado, segundo o xintoismo. Também no dia 30 de dezembro eles fazem uma espécie de arvore de ano novo chamado kagamimochi, os enfeites

kagamimochi

são compostos por dois bolinhos de arroz (mochi): um maior, que serve de base, e o menor, que fica sobre ele, e no topo colocam-se um daidai, uma espécie de laranja. O enfeite ainda recebe folhas de matsu (tipo de pinheiro), que é retirado no segundo dia do ano novo.

Com três dias para o Oshogatsu eles começam a preparar um bolinho de arroz chamado mochi tsuki ou só mochi, que é feito quando o arroz cozido é batido e depois se criam bolinhas de arroz com as mãos, para ser comido nas festividades, e como ele é feito de maneira artesanal, muitas famílias e até

osechiryouri

comunidades inteiras se reúnem para fazer ele juntos. Eles acreditam que esse bolinho simboliza força e pureza, e como o ultimo dia do ano é um dia de descanso, assim como os três primeiros do ano, e neste período as donas de casa não cozinham, então no penúltimo dia elas preparam uma grande refeição

chamada osechiryouri (御節料理) e guardam em caixas chamadas juubako (重箱) para serem consumidas nesses dias com comidas

juubaku

que trazem sorte e felicidade. Nos primeiros dias do ano é

comido uma sopa de arroz, vegetais e frutos do mar, chamados ozouni, que acreditam que traz sorte e

a graça dos deuses durante o ano, e um macarrão chamado sobá, que neste caso é chamado de Toshikoshi-sobá – literalmente macarrão da passagem de ano.  Esse costume começou no período Edo (1603-1867), quando as pessoas

acreditavam que sobá ajudava a atrair dinheiro. Atualmente este macarrão, por ser fino e longo, simboliza longevidade, pois lembra barba e cabelos brancos dos deuses da longa vida. Além disso, o sobá tem o mesmo som da palavra japonesa que significa perto, ou seja, indica a proximidade do Ano-Novo.

ozouni

Toshikoshi-sobá

No dia 31 de dezembro é realizada  a cerimônia das 108 badaladas no sino chamada de Joya no kane (除夜の), que simboliza o afastamento dos 108 pecados e desejos mundanos do homem no ano que virá , sendo 107 badaladas  no dia 31 de dezembro e a ultima exatamente a meia noite do dia primeiro de janeiro, para que o homem possa entrar purificado no novo ano.  Depois muitos japoneses acordam bem cedo para ver o Hi no dê, que é o primeiro pôr do sol do novo ano e depois fazem a primeira visita no templo chamada Hatsumode, onde vão para comprar um novo omamori(amuleto de sorte) e deixar o antigo para ser queimado no templo. E no segundo dia do ano, o Palácio Imperial, localizado em Tokyo, abre suas portas para a população no Shin-nen Ippan Sanga, dia em que os japoneses saúdam a Família Imperial, levando suas congratulações de ano-novo. É a oportunidade de ver de perto e acenar para o imperador Akihito, a imperatriz Michiko e os outros familiares. O acesso aos jardins imperiais só foi liberado após a Segunda Guerra Mundial.

Mas para o japonês o ano novo também é época de dar presentes. É costume dar dinheiro as crianças da família em pequenos envelopes chamados pochibukuro, que substitui a entrega de presentes para as crianças, e o valor depende da idade da criança. Essa tradição é chamada de otoshi dama. Mas não só as crianças ganham presentes, pois é costume presentear superiores, professores, familiares e/ou conhecidos e geralmente são sacolas com bebidas (de refrigerantes a licores caros) ou alimentos (algas, conservas, etc.).  Também é costume darem cartões de ano novo, e diferentemente da gente com os cartões de natal, eles felicitam e parabenizam pelo novo ano, geralmente para amigos e parentes também agradecendo a atenção e tudo que fizeram no ano que passou. Geralmente os cartões contém algumas ilustrações que representam boa sorte, como os sete deuses da sorte ou símbolos do zodíaco japonês, principalmente o símbolo do que representa o ano que está chegando com frases como:

Akemashite omedetou gozaimasu à Parabéns pela abertura do ano.
Shin nen omedetou gozaimasu à Parabéns pelo ano novo.
Kiga shinnen à Parabéns pelo ano novo (enquanto escreve).
Tsutsushinde shinnen no oyorokobi o moushiagemasuà Estou transmitindo minha alegria pela passagem do Ano Novo (ao escrever).
Shinshun no goskukushi o moushiagemasu à Estou transmitido minha alegria pela passagem do Ano Novo (ao escrever).
Gashou à uma expressão que saúda o Ano Novo.
Geishun à Uma expressão que dá as boas vindas ao Ano Novo.
Shinnen à Ano Novo.
Ii otoshi wo omukae kudasai àTenha uma boa passagem de ano.

Mas como tudo no Japão que é tradicional, há algumas regrinhas básicas

  1. O cartão precisa ser entregue até o dia 1º de Janeiro.
  2. Se você pretende dar um cartão para alguém, cuja família sofreu com o falecimento de um parente, então não envie. Para ele, envie apenas um cartão com uma mensagem de solidariedade.
  3. Dê importância para as embalagens. Os japoneses valorizam muito as embalagens dos presentes. Por isso, faça como eles e dedique um tempo para esta parte do presente também.

Depois de todas as celebrações dos três primeiros dias do inicio do ano tem o Koshougatsu, período que vai de 14 a 16 de janeiro, as decorações de ano-novo são retiradas e queimadas. Os japoneses acreditam que esse costume traz felicidade para o ano que se inicia. Realizado em várias partes do arquipélago, o ritual é conhecido por Sai no Kami, Dondo Yaki e Sagichou .

Na Semana do ano novo, Saiu um episódio de Samurai Sentai Shinkenger onde eles comemoram o ano novo de uma forma bem tradicional, um pequeno vídeo que eu tinha editado compilando esses momentos, mas a Toei mandou tirar então não pude mais manter ele nessa matéria, mas seria interessante assistir não só esse episódio mas toda a série.

Bom, espero que tenham gostado e Feliz ano novo a todos ou Akemashite omedetou gozaimasu, que 2010 seja cheio de sucesso e felicidades para vocês. E nos vemos na próxima.

Referencias :

http://japaoonline.locasite.com.br/pt/tradicao.htm

http://gambare.uol.com.br/2007/01/05/curiosidades-do-ano-novo-japones/

http://www.linguajaponesa.com.br/ano-novo-japones.html

http://japaoaishiteru.blogspot.com/2009/01/ano-novo-japons.html

http://madeinjapan.uol.com.br/2005/12/21/oshougatsu-o-ano-novo-japones/

http://www.cozinhajaponesa.com.br/v04/artigosjaponeses_d.asp?s=2&c=218

http://www.sonoo.com.br/Anonovo.html

Reproduzir
  • Claudio, O Drag&atil

    pra quem não conseguir visualizar o video no youtube aqui está o link http://www.youtube.com/watch?v=TYnYI-PgnmE

  • Claudio, O Dragão Dourado

    pra quem não conseguir visualizar o video no youtube aqui está o link http://www.youtube.com/watch?v=TYnYI-PgnmE

  • Que foda cara, adorei!
    Muito bom mesmo!

  • Tati – Salvador/BA

    Olá, amigo Claudio. Nossa sou uma admiradora da Cultura Japonesa e adorei a sua matéria, muito boa… e o vídeo, minha nossa… um resumo perfeito do que você explicou. Obrigada pela contribuição! Beijocas e big sucessão…

  • Taz

    Interessante.

    • Claudio, O Drag&atil

      o/

  • Ibi

    Nossa, muito show essa matéria Claudinho! Me fez lembrar dos velhos tempos em que a família se reunia pra fazer mochi! Deu um saudade! ^^ Continue escrevendo matérias assim! E claro, fazendo mais omegacast! xD Beijos!

  • Isso sim é uma homenagem à Cultura Japonesa. Quero só ver mês que vem quando eles comemoram o Valentine's Day!

    Abraços!

  • Claudio, O Drag&atil

    estraga surpresa ¬¬

  • Claudio, O Dragão Dourado

    estraga surpresa ¬¬

  • Tohno_Shiki

    Nesse ano novo quase morro que nem veinho engasgado com mochi (morte idiota vide Karekano). Pelo menos me entupi de soba e udon. O fogo depois foi a ressaca de caipirinha de saque e a porrada de coisa que eu tomei, misturei ano novo japonês com oktoberfest. Depois da uma procurada sobre Xintoismo e talz é interessante ver da onde vem a supertição excessiva do japonês e a tara por sacerdotisas (mikos). Valeu e até a próxima.