Kevin, e o Opost?

Apenas um adendo. Esse post era pra ter sido publicado ontem, mas eu fiquei acessando sites de conteúdo “+18” e acabei infectando meu computador. Não conseguia acessar a internet e pensei que o problema era com a própria banda larga, mas acabei descobrindo que o problema fora acarretado por uma maldita praga digital. Terminei de editar a matéria e publiquei ela pelo meu Ubuntu que sempre está comigo, tanto nas horas boas quanto nas ruins.Dito isso, posso agora começar a matéria de verdade.

Eu estou vivo, não fui abduzido ou abandonei vocês. A única coisa que faltou para o Opost sair foi vergonha na cara. Hoje estou aqui para contar minha historia triste e espero que ela seja aceita por vocês. Tudo começa com Big Bang, onde todo nosso universo estava em um estado quente, até que há cerca de alguns bilhões de anos a expansão começou…

Todos nos temos responsabilidades e temos que aprender a lidar com elas. Meu problema foi não conciliar as responsabilidades com as horas de entretenimento. Trabalho, estudos, tarefas de casa, videogame, amigos e meu grande companheiro de guerra, também conhecido como Computador, me ajudaram a me perder na rotina. Na verdade o problema foi não seguir uma rotina e deixar as coisas de importância maior para ultima hora. Graças a Deus eu estou mudando (ou não) e aprendendo com meus erros. Boa parte do meu descuido também pode ser dado a grande dificuldade que estava tento para elaborar as matérias. Sempre gostei de assuntos que envolvesse o tema videogame, e acabei achando que o processo de criação de matérias relacionado ao mesmo seria fácil, mas me enganei. Gosto de me informar sobre os diferentes aspectos que o desenvolvimento de games possui e o Opost foi minha tentativa de passar isso para os leitores, contudo as matérias não tomaram a forma que eu gostaria. Tinha a pauta na minha cabeça, sabia sobre o que eu queria falar, mas eu tinha dificuldade de expressar tudo isso em forma de texto.

Estou com novas ideias e pretendo aplicá-las. Agora, a incógnita que fica é se o Opost vai deixar de existir para dar espaço a mais uma de minhas loucuras. Essa resposta, caro leitor, você só vai descobrir nos capítulos vindouros. Até lá!

About Kevin Rodrigues

Militar por "obrigação", programador Java por amor, fissurado em tecnologia da informação e tem como unico vício o rock